POVOS INDÍGENAS: Mística e cerimônia de posse marcam o primeiro dia da 7° Reunião de Governança Indígena

A mística e a dança com pisado firme do povo Xavante marcou a abertura da 7ª Reunião de Governança do Subprograma Territórios Indígenas (STI), do Programa REM Mato Grosso, nesta quarta-feira (27.07.22), na sede dos conselhos da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema-MT), em Cuiabá. O encontro, que terá a duração de três dias, tem objetivo de discutir sobre projetos socioambientais em prol dos 43 povos indígenas de Mato Grosso.

O ritual místico foi puxado por Luiz Tseremeywa, presidente do Conselho  Deliberativo da Federação dos Povos e Organizações Indígenas de Mato Grosso (Fepoimt). Em uma sala lotada, ele pediu para que os presentes fizessem um círculo e entoassem um cântico Xavante, como forma de trazer boas vibrações para as atividades que se estenderão nos próximos dias na Sema.

 

Clique aqui para assistir ao vídeo da mística.


POSSE DO NOVO COMITÊ

O ponto mais alto do primeiro dia foi o ato de posse dos novos membros do comitê da Governança do STI, que atualmente está mais plural e com maior participação de lideranças femininas nas tomadas de decisões. A cerimônia de posse contou com a entrega de moedas que simbolizam a responsabilidade dos membros da Governança.

 

"Pensamos na confecção dessas moedas por entender que elas simbolizam todo o trabalho, compromisso, valores morais e éticos a serem seguidos por todos os membros da governança”, destacou Marcos Ferreira, o coordenador do Subprograma STI/REM MT. 

Marcos Ferreira, coordenador do STI/REM MT. Crédito: Fernanda Fidelis/REM MT

 

A professora Tereza Cristina Kezonazokero, da etnia Paresi, ficou emocionada ao receber a moeda.

 

"Achei de um simbolismo muito bonito, e isso só aumenta a nossa responsabilidade enquanto novos membros da governança, na missão de fiscalizar os projetos em prol das comunidades indígenas do Estado",  ressaltou a liderança, que também representa a Regional Cerrado Pantanal da Fepoimt.

 

Tereza Cristina Kezonazokero, liderança indígena e membro da Governança STI/REM. Foto: Fernanda Fidelis/REM MT

 

PROTAGONISMO FEMININO 

Quem também tomou posse no Comitê de Governança foi Dilma Maria Mani, do povo Kayabi Kawaiwté, da região Noroeste do Estado. Ela destacou que a participação na Governança será uma oportunidade para pensar em projetos voltados para atender aos anseios das mulheres, em diferentes comunidades indígena de Mato Grosso. 

 

“Uma coisa que identificamos, por exemplo, é a necessidade de formação política dessas lideranças, para que elas participem mais do processo de tomadas de decisões importantes nas aldeias. São demandas que cada vez mais levaremos para serem discutidas durante as reuniões da Governança", frisou Dilma, que também atua na Organização de Mulheres Indígenas (TAKINÁ).

 

Dilma Mani, liderança da etnia kaiabi Kawaiwté, faz parte do processo de renovação da Governança. Foto: Fernanda Fidelis/ REM MT

 

Das 18 instituições que compõem a Governança, apenas a Fepoimt, as sete regionais e a TAKINÁ possuem poder de voto e deliberação no órgão. Já as demais representações, atuam no sentido de propor e assessorar as decisões dos povos indígenas.

A Governança tem como principal função garantir a participação dos povos nos processos de tomada de decisão do Subprograma STI. Nesse sentido, o REM MT busca ampliar a capacidade de incidência, além do protagonismo e autodeterminação dos povos indígenas no Estado.

 

PRESERVAÇÃO AMBIENTAL 

Crisanto Rudzö Tseremey' wá, presidente da Fepoimt, destacou que o REM MT já está sendo objeto de estudos acadêmicos, por conta do trabalho que vem sendo desenvolvido junto aos povos indígenas.

"Os pesquisadores já têm o REM MT como objeto de estudo. Começam a entender a importância do Programa para preservação das florestas de Mato Grosso e seu apoio crucial para que os indígenas do Estado fortaleçam a proteção de seus territórios", afirmou a liderança Xavante.

 

Crisanto Rudzö Tseremey' wá, presidente da Fepoimt. Foto: Fernanda Fidelis/REM MT

 

Fernando Sampaio, coordenador adjunto do REM MT, e diretor-presidente da Estratégia Preservar Conservar e Incluir (PCI), por sua vez, ressaltou a parceria do REM MT com os povos indígenas, na luta contra o desmatamento ilegal, incêndios florestais e redução das emissões de CO2 na atmosfera. 

Ele também aproveitou a oportunidade para falar da segunda fase do REM MT.

 

"A gente já recebeu os pagamentos que estavam programados na primeira fase e o Governo da Alemanha já reservou recursos para a segunda fase. E agora nós temos que pensar quais são as novas prioridades: o que não foi feito ainda e que podemos desenvolver para o futuro”, disse o gestor. 

 

Fernando Sampaio, coordenador adjunto do REM MT, e diretor-presidente da Estratégia Produzir, Conservar e Incluir (PCI). Foto: Fernanda Fidelis/REM MT

 

Já Marcos Ferreira, coordenador  do STI, destacou que a 7ª Governança traz um ponto de inflexão para a história do REM MT, que são os editais de projetos que visam ações como: o fortalecimento da medicina tradicional, a segurança alimentar e a gestão territorial de comunidades indígenas em todo Mato Grosso. Ao todo, os editais prevêem investimentos de R$10,1 milhões. 

 

"Nesse contexto, a função da Governança  se amplia, pois ela terá a missão de acompanhar a utilização dos recursos e verificar o que está sendo feito em prol dos povos indígenas no Estado", destacou o gestor.

 

OUTRAS PAUTAS

 

Membros da Governança do STI discutem pautas em prol dos povos indígenas em Mato Grosso. Foto: Fernanda Fidelis/REM MT 

 

Além da posse dos novos membros do Comitê de Governança, o primeiro dia contou com informes das atividades da Fepoimt e da reunião de lideranças femininas indígenas. Os presentes também discutiram os avanços dos projetos Emergências de Enfrentamento à Covid-19  e a Missão de Monitoramento do Banco de Desenvolvimento Alemão (KfW) e do Departamento de Negócios, Energia e Estratégia Industrial (BEIS) do Reino Unido. As duas entidades financiam o REM MT e, no mês passado, visitaram o Estado para ver de perto como seus recursos estão beneficiando as comunidades de agricultores familiares locais e os povos indígenas.

 

PROGRAMAÇÃO

A programação da 7ª Reunião de Governança do STI/REM MT segue ao longo do dia desta quinta-feira (28.07), com uma série de atividades e questões a serem discutidas. Fazem parte da pauta do segundo dia do encontro temas como: Prestação de Contas da 6ª Reunião de Governança; Apresentação dos resultados dos projetos da Fepoimt (1ª fase); e aprovação das chamadas de projetos 001 e 002 do Subprograma STI.

 Foto: Fernanda Fidelis/REM MT

 

Por Marcio Camilo - REM MT