Logo Governo MT

TECNOLOGIA: Aplicativo comercializa produtos orgânicos apoiados pelo Programa REM MT

By Marcio Camilo Dezembro 09, 2021 280

Criar uma rede virtual de comércio de alimentos que promova a geração de renda de pequenos e médios agricultores, aliada a sustentabilidade ambiental. Esse é o objetivo do Programa de Extensão Rede de Cooperação Solidária de Mato Grosso (Recoopsol), que desde agosto do ano passado criou um aplicativo (APP) de entregas de produtos da agricultura familiar. Muitos deles, inclusive, são apoiados pelo Programa REM Mato Grosso (do inglês, REED para Pioneiros).

No APP da Recoopsol são comercializados produtos orgânicos como salsa, mandioca, açafrão da terra, limão, alho-poró, coco-verde, abóbora, alface, entre outros. Há também produtos estéticos e de higiene, como máscara de porcelana para o rosto; além de vestidos indígenas, velas aromáticas, colares artesanais, além de utensílios domésticos, como aparadores de geladeira.

PRODUTOS ESPECIAIS

No aplicativo também podem ser encontrados produtos mais diferenciados, a exemplo da castanha de Baru, banho corporal com ervas nativas, tônico facial orgânico para limpeza de pele e mostarda ao vinagre de banana. Há também o óleo de coco de Babaçu, que possui  propriedades analgésicas, anti-inflamatórias e antivirais, que ajudam a fortalecer o sistema imunológico e no tratamento de acnes. 

Produto disponível no APP. Crédito: Recoopsol

 

TECNOLOGIA

A Recoopsol destaca que cada pequeno e médio produtor inserido na rede "comercializa com liberdade de escolha dos preços, disponibilidade e quantidade dos produtos". A ideia é promover uma sinergia entre os produtores e consumidores dentro de uma lógica de consumo consciente, “em que é estabelecida uma rede solidária, social, econômica e sustentável ambiental, a partir da comercialização dos alimentos pela loja virtual”. 

 

“A tecnologia tem ajudado muito os produtores a divulgarem seus produtos, principalmente no contexto da pandemia. Mostra para a comunidade, de uma forma geral, que as famílias nunca pararam de trabalhar. Por outro lado, recebemos muitas manifestações positivas das pessoas que compram esses produtos orgânicos pelo aplicativo. Isso cria consciência na comunidade quanto a importância de consumir produtos saudáveis, sem o uso de agrotóxicos”, salienta Pâmela Carina Ely, pesquisadora da Recoopsol.

Para ser desenvolvido, o APP da Recoopsol também contou com o apoio dos desenvolvedores de informática da Secretaria de Tecnologia Educacional (SETEC) da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT). 

Divulgação

Para Marcos Balbino, coordenador do Subprograma Agricultura Familiar de Povos e Comunidades Tradicionais (AFPTCs) do REM MT, o APP fortalece e muito a lógica de produção em rede solidária entre os pequenos e médios agricultores. “Além do mais, o aplicativo é uma agregação de valor a mais aos produtos, pois as pessoas que utilizam a plataforma sabem que estão comprando produtos saudáveis, produzidos na lógica agroecologia”, destaca. 

 

Ele acrescenta ainda que o REM, por meio da AFPTCs, apoia uma série de projetos de fomento à agricultura familiar nos três biomas de Mato Grosso (Amazônia, Cerrado e Pantanal). Esses projetos beneficiam mais de 8 mil famílias, que recebem insumos e assistência técnica para uma produção de alimentos de alta qualidade, sem o uso de agrotóxicos, baseada em baixo carbono e aliada a preservação das florestas. 

AGRICULTURA FAMILIAR

Para a agricultora Rose Maruiama, o APP é uma proposta interessante de comercialização dos produtos, principalmente no contexto da pandemia de Covid-19, que impediu muitos trabalhadores de se deslocarem com os alimentos para as feiras das cidades. No caso da Rose, ela mora na comunidade Agrovila das Palmeiras, na zona rural de Santo Antônio de Leverger, que fica a mais de 30 quilômetros da capital Cuiabá. 

“Agora as coisas estão voltando à normalidade, mas quando a pandemia estava mais acentuada o APP serviu como importante entreposto comercial, por conta das distâncias e que muitas feiras pararam de funcionar nesse período”, ressaltou. 

Marcos Balbino, coordenador do Subprograma AFPTCs do REM MT. Crédito: REM MT

 

A comunidade de Rose fundou a cooperativa de agricultores  e extrativistas Coopamsal, que trabalha com produtos derivados do babaçu, polpas de frutas, melado e açafrão. A cooperativa está inserida no projeto Campo à Mesa - iniciativa também desenvolvida pela Recoopsol, que além do aplicativo, trabalha para fortalecer a produção da agricultura familiar por meio das práticas agroecológicas e de técnicas e suporte para comercialização dos produtos. 

“É por essa razão que o projeto tem esse nome do Campo à Mesa, porque os investimentos começam nas propriedades e terminam na mesa das famílias mato-grossenses. Assim, a gente fortalece toda a cadeia produtiva”, detalha Pamela, a pesquisadora da rede Recoopsol.  

O Campo à Mesa é financiado pelo Programa REM MT por meio do Subprograma AFPCTCs.

COMO BAIXAR O APP

Os interessados em obter os produtos precisam baixar o aplicativo de nome "Recoopsol UFMT Governo do Brasil" na loja virtual do celular. O software pode ser baixado gratuitamente nos sistemas operacionais Android, IOS e Iphone. Os alimentos são entregues em forma de delivery. É só entrar no APP escolher os produtos e solicitar a entrega. 

Avalie esse item
(0 votes)

Parceiros

Image
Image
Image
Image
Image
Image