Logo Governo MT

BALANÇO DE ABRIL: Ações do REM MT ajudam estado a reduzir em 18% os alertas de desmatamento na Amazônia

 

No âmbito do monitoramento, os recursos do Programa REM Mato Grosso possibilitaram a aquisição de um moderno sistema de satélites, que dá em tempo real a exata posição onde o desmatamento está ocorrendo

Abril foi mais um mês positivo para Mato Grosso no combate ao desmatamento ilegal da floresta Amazônica. Por conta da política pública focada na prevenção, monitoramento e fiscalização dos crimes ambientais, o governo do estado conseguiu reduzir em 18% os alertas de desmatamento, em comparação com o período anterior. Os dados são do Sistema de Detecção do Desmatamento em Tempo Real (DETER) do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE).

A política ambiental é apoiada em diferentes frentes de atuação pelo Programa REM Mato Grosso - projeto internacional que premia países e estados que combatem o desmatamento da floresta, com a consequente redução das emissões de CO2 no planeta.

No âmbito do monitoramento, os recursos do REM MT possibilitaram a aquisição de um moderno sistema de satélites, que dá em tempo real a exata posição onde o desmatamento está ocorrendo. A partir disso, o produtor ou infrator é notificado automaticamente via email pela Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema-MT). Se o crime persistir, a área é embargada e maquinários apreendidos.

Os recursos do REM MT também reforçam as fiscalizações de campo, com a compra e aluguel de insumos, como: veículos, tecnologia para autuação remota e materiais de combate aos incêndios florestais. São beneficiados nesse sentido órgãos como os batalhões de Proteção Ambiental (BEA) e de Polícia Militar e Proteção Ambiental (BPMPA) e a Delegacia do Meio Ambiente (Dema).

Essas ações - somadas com outras políticas da Sema-MT de tolerância zero aos crimes ambientais - permitiram uma redução nos alertas de desmatamento não só durante o mês de abril. Prova disso, é que Mato Grosso também apresenta queda média dos últimos noves meses, entre agosto de 2020 e abril de 2021, com redução de 29% nos alertas de desmatamento.


Região de floresta amazônica/ Foto: Marcos Vergueiro - Secom-MT

Por outro lado, se tirarmos os índices do estado, o DETER do INPE irá apontar que o desmatamento na Amazônia teve alta de 43% no corte raso de vegetação. A maior floresta tropical do mundo atinge os estados do Acre, Amapá, Amazonas, Pará, Roraima, Rondônia, Mato Grosso, Maranhão e Tocantins.

Comparando os dados

Em abril de 2020 o corte raso de vegetação identificado pelo INPE chegou a 142 km², enquanto em abril deste ano, o valor foi de 117 km². Já no total acumulado no período dos últimos nove meses foi de 1267 km², enquanto no mesmo período do ano anterior, o desmatamento apurado foi de 899 km², registrando a queda de 29% no período.

Já na Amazônia Legal o corte raso identificado por satélite foi de 562 km², e em comparação com os 393 km² de abril de 2020, apresentou alta de 43%. Nos últimos nove meses, o bioma apresentou uma redução de 14% nos alertas de desmatamento, enquanto Mato Grosso chega a 29% de redução, colaborando significativamente para a redução do desmatamento da Amazônia.

O DETER é um levantamento rápido de alertas de evidências de alteração da cobertura florestal na Amazônia, feito pelo INPE. Foi desenvolvido como um sistema de alerta para dar suporte à fiscalização e controle de desmatamento e da degradação florestal realizadas pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA) e demais órgãos.

O Estado está investindo em 2021 cerca de R$73 milhões em ações de combate e prevenção ao desmatamento ilegal e incêndios florestais, o maior orçamento da história para esta finalidade. Mato Grosso possui uma estrutura de monitoramento e fiscalização voltada para a prevenção e combate aos ilícitos ambientais, com o objetivo de zerar o desmatamento ilegal, e valorizar os que produzem de modo sustentável, com autorização ambiental. (com informações da SEMA-MT)

Sobre o Programa REM MT

O Programa REM MT (do inglês, REDD para Pioneiros) é uma premiação ao Estado do Mato Grosso pelos resultados na redução do desmatamento nos últimos 10 anos. A cooperação internacional dos governos do Reino Unido e da Alemanha doam recursos por meio do BEIS e do Banco de Desenvolvimento Alemão (KFW) para o Programa que aplica em ações de conservação da floresta a fim de reduzir emissões de CO2 no planeta. Para isso, beneficia diretamente iniciativas que contribuem para reduzir o desmatamento, estimular a agricultura de baixo carbono e apoiar povos indígenas e comunidades tradicionais.

É coordenado pelo Governo do Estado de Mato Grosso, por meio da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (SEMA), e gerenciado financeiramente pelo Fundo Brasileiro para a Biodiversidade (FUNBIO). Saiba mais sobre o Programa REM MT em: https://remmt.com.br/

Avalie esse item
(0 votes)

Parceiros

Image
Image
Image
Image
Image
Image